0

Carrinho

Ao continuar navegando você aceita os cookies que utilizamos para melhorar o desempenho, a segurança e a sua experiência no site. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.

CANCELADO: Formação em Ética, Ciências do Comportamento e Artes da Convivência

Data 4 de março a 9 de dezembro de 2024 | Segundas-feiras - 3 oficinas aos sábados: 15/06, 31/08 e 9/11 - das 9h às 12h Hora das 19h30 às 21h30 Com Fernando Stanziani, George Barcat, José Romão Trigo de Aguiar, Lia Diskin e professores convidados

Modalidade: Online e gravação (disponível por 7 dias) 


“A ética não começa por uma ignorância que devemos transformar em saber, mas por um saber que exige sua realização.”
– Soren Kierkegaard

A boa convivência se torna a cada dia, mais do que uma aspiração, uma urgente necessidade de nosso tempo.

Conquistamos direitos humanos, entretanto, mal conseguimos dar conta da responsabilidade de honrá-los; defendemos as conquistas democráticas, mas nossos interesses ideológicos ou privados inviabilizam o diálogo; globalizamos a economia, porém, seguimos obstinadamente reproduzindo padrões de acumulação, privilégio e exploração. Sobretudo os mais jovens reconhecem os problemas, mas reagem como que atados ao emaranhado de condicionamentos em que vivemos.

São os comportamentos que revelam os traços de nossa presença moral e ética no mundo; quando bem orientados, eles criam referências de confiança, cooperação e convivência frutífera – e condições que fazem florescer o macroprojeto da Vida em todo o planeta.

A evolução do exponencial do conhecimento científico permite hoje identificar fatores que determinam nossos comportamentos e, portanto, abrem possibilidades de transformação.

Esta formação abordará os fatores ambientais, biológicos, psicológicos, culturais e sociais que influenciam nosso comportamento e percorrerá as principais referências desenvolvidas por culturas clássicas como Grécia, China e Índia, entre outras, mas também as éticas de culturas menos conhecidas, como o Ubuntu, de matriz africana, e o Bem-viver ameríndio. Além disso, abordaremos os principais domínios das Éticas Aplicadas, que derivam das complexidades e conhecimentos da vida moderna.

O certificado de Formação em Ética será conferido aos participantes que tiverem acompanhado no mínimo 75% do curso como um todo.


Inscrições: até 4 de março às 15h, enquanto houver disponibilidade de vagas. 
Mínimo de 15 alunos, abaixo disso a Palas Athena se reserva o direito de cancelar a atividade com 10 dias de antecedência.


IMPORTANTE: Você pode optar por pagar o valor total parcelado em até 10x no cartão de crédito, ou pagar a primeira parcela no valor de R$ 350,00 e as demais no boleto bancário - que serão enviados mensalmente após o início do curso. Para parcelar no boleto clique aqui.


 


INTRODUÇÃO


A formação está organizada em módulos conforme apresentado a seguir. O propósito fundamental é do programa como um todo é analisar os conceitos e as fronteiras entre Ética, Ciências do Comportamento e Artes da Convivência de modo a abranger o campo ético nos diversos segmentos da atividade humana na atualidade.

Os módulos poderão ser realizados de modo independente, com certificados correspondentes a cada módulo.

Uma certificação da Formação em Ética será conferida aos alunos que completarem 75% da carga horária total dos diversos módulos. Presença no primeiro módulo é requisito obrigatório para obtenção do certificado, pois este orientará os demais módulos.


 


PROGRAMA - MÓDULOS


Módulo I 
A biologia do comportamento, o cérebro e a vida em sociedade
As Ciências Comportamentais investigam os processos cognitivos de inúmeros organismos (bactérias, fungos, plantas, insetos, aves... seres humanos) e também os comportamentos que estes adotam em suas interações com outros organismos, com o mundo natural e consigo mesmos. Dentre os comportamentos estudados, estão os processos de decisão e estratégias de comunicação intra e entre organismos, bem como deles com o ambiente em que vivem. Além disso, no caso do ser humano, as estratégias comportamentais abrangem os modos e costumes do conviver, produtos da consciência e da diversificação da cultura humana, que geram os desafios e ensejam a “arte de conviver”
• A biologia do comportamento
• A neurociência dos afetos – as emoções e os sentimentos
• A economia comportamental: racionalidade e irracionalidade nas decisões práticas (saúde, dinheiro, relações...)
• Como e por que pessoas boas “pisam no tomate”
• A mente moral – a consciência moral
• Como as instituições pensam e constroem cooperação e solidariedade
• Como enfrentar os radicalismos, fundamentalismos e o totalitarismo
• Da crítica da indignação à ação reparadora

Módulo II 
Panorama histórico-cultural da Ética
A Ética está na base da vida em progressão. Quanto mais aprendemos sobre os ciclos da vida e o modo como se articulam em seu sentido biológico e nas interações com o reino mineral, mais se evidencia a concorrência de princípios éticos que orientam e organizam a complexidade da vida conferindo-lhe integridade, simplicidade e beleza. Mas é nas comunidades humanas que a ética ganha sua máxima importância, frente ao ordenamento individual e coletivo demandado pela consciência humana. Não existe agrupamento humano que consiga seguir à frente em sua luta pela sobrevivência, sem se pautar, ainda que parcialmente, por valores e princípios éticos. Falemos ou não nela, a Ética está continuamente representada em nossas relações cotidianas: nas decisões que tomamos, escolhas que fazemos, atitudes e ações frente aos dilemas da convivência. Em outras palavras, pela ética as comunidades humanas se desenvolvem e podem se perpetuar, e pela ausência dela, correm o risco de se empobrecer e degenerar. Portanto, aprender mais e cultivar um sentido de alerta sobre a importância da Ética se mostra uma conduta essencial tanto na esfera individual quanto coletiva.
• A virtude: Índia, China, Grécia e Roma
• A virtude: Judaísmo, Cristianismo e Islã 
• Ética dos povos originários
• Utilitarismo, Consequencialismo e Deontologia (Kant)
• Ética no século XX 
• Ética no século XXI 

Módulo III 
Ética e Cultura: A Religião, a Tecnociência e futuros possíveis da humanidade
Os humanos não fizeram o mundo em um dia. Todas as soluções encontradas para nossa sobrevivência como espécie situam-se num continuum dado pela cultura, pelos reflexos das conquistas e erros do passado, pelas demandas do presente e pelos interesses e expectativas quanto ao futuro. A Cultura é uma grande esteira que nos carrega numa velocidade que lhe é própria. Ela envolve objetivos, práticas e valores compartilhados por pessoas que se organizam em camadas complexas. Geralmente, a cultura descreve uma maneira compartilhada de “fazer o dia acontecer”, contemplando inclusive os bons e maus hábitos de seus participantes, seu modo de operar e consequências. E claro, é na cultura que se enraízam de maneira profunda os padrões morais e éticos de como as pessoas devem interagir umas com as outras; tais padrões resultaram de transformações históricas experimentadas e acumuladas ao longo dos tempos.
• Tradição, Multiculturalidade, Colonização e Descolonização
• Crenças, valores intergeracionais e complexos culturais
• Espiritualidade, religiosidade e ateísmo
• Ciência e tecnologia
• Transhumanismo

Módulo IV 
Ética e Sociedade: A inclusão de todas/os, a metamorfose da família e as relações sociais
A organização social tem se tornado cada vez mais complexa. Trata-se de uma complexidade ora carregada de promessas que encantam, ora de ameaças que nos assolam quase diariamente: revoluções nas ciências e tecnologia, nos costumes, nas comunicações e em itens vitais como saúde, educação e trabalho nos colocam o desafio de estar ou não em dia com a capacidade de assimilar o que aí se apresenta. Existe, entretanto, um paradoxo: a sociedade nos entrega todas essas coisas na forma de crenças, serviços e produtos mas, ao mesmo tempo, nos deixa isolados para administrar os choques, tensões e conflitos que daí decorrem. E tal como ocorre nos sistemas complexos, eventos focais e aparentemente menos importantes, virilizam gerando ondas poderosas de tensão entre familiares e amigos, além de hostilidade para com estranhos. Viver em sociedade pede atenção maior para o que ocorre em nosso entorno e o cultivo de estratégias de boa convivência.
• Cultura de paz, não violência e desobediência civil
• Diversidade, inclusão e exclusão social
• Trabalho, cooperação e competição
• Vida familiar e comunitária
• Política e ideologia
• Cidadania, educação e saúde publica

Módulo V 
Ética e Meio Ambiente: Novas formas de habitar o planeta
Qual o alcance de responsabilidades para com as espécies e ecossistemas do planeta? Devemos nos ocupar de ações que garantam a proteção das gerações futuras? O reconhecimento da aceleração das mudanças ambientais e climáticas nos torna responsáveis por essas ações? O que significa ser "sustentável" e por que muitos acreditam que a sustentabilidade é um imperativo ético para a ciência e a sociedade neste século? Há um valor intrínseco na natureza que não é um valor instrumental para uso humano? Parece que estamos numa encruzilhada que nos obriga a reconsiderar nossa cosmovisão sobre a existência humana como parte integral da Natureza.
• Globalismo, interdependência e crise de recursos
• Mudanças climáticas e aquecimento global
• Proteção à biodiversidade
• Sustentabilidade e preservação ambiental

Módulo VI 
Ética e Biologia: Fisiologia humana, Neurociências, Genética e Direito Animal
No campo da Biologia a responsabilidade moral torna-se cada vez mais crítica, não somente para com os próprios seres humanos, mas também para com as demais formas de vida do planeta. Novas conquistas surgem a todo momento e elas carregam dilemas quanto às consequências para a vida humana de nossas incursões, por exemplo, na área da genética, das neurociências e da fisiologia. Não menos importante é considerar os modos como os seres humanos têm utilizado as demais formas de vida no planeta para atender seus interesses. Qual cobertura ética e moral deve ser dada a essas novas e poderosas descobertas? Os avanços devem supor o ser humano como seu alvo prioritário de benefícios? Que papel os organismos não humanos deveriam ocupar em nosso sistema ético?
• A ética pelas lentes das Neurociências
• Fisiologia Humana e os novos corpos
• Empatia, hereditariedade e ancestralidade
• Genética e os novos parâmetros para a vida
• Animais cada vez mais pessoas?

Módulo VII 
Ética e Psicologia: O envelhecimento, as emoções e o altruísmo
Como seres humanos somos reconhecidamente portadores de um “espaço de interioridade”, lugar onde ordinariamente consideramos que habita nossa consciência. Muito embora isso seja dado como certo, poucos são os que se dedicam a olhar para dentro e cuidar dessa morada. A maioria de nós vive quase todo o tempo com o olhar projetado para a exterioridade, para as janelas do mundo, lugar nem sempre receptivo e seguro, mas onde “vejo o que todos veem” e onde não nos sentimos isolados. Habitar nossa interioridade é saber vez ou outra fechar as janelas para o mundo e encontrar a fonte de nossos sentidos de existência. É ali o espaço solitário onde a imaginação nos fascina ou amedronta, onde as memórias nos asseguram identidade e os pensamentos nos propõem jogos dialéticos nem sempre fáceis de realizar. Ali também está a origem de nossas disposições éticas; das reflexões e escolhas que possam dar autenticidade a nosso agir no mundo. Nessa interioridade está a fonte do cuidar de si, que pode se desdobrar para o cuidar do mundo. E o perigo maior para essa fonte é que seja contaminada pelo autoengano.  
• Desenvolvimento pessoal, amadurecimento e envelhecimento
• Cultivo emocional
• Motivação, interesse e busca de sentido
• Alteridade, altruísmo e o principado da relação
• Interação Social e redes de comunicação

Acordo de Adesão de Prestação de Serviços Educacionais de Formação Anual

  • Por este acordo entre os abaixo assinados, de um lado a Associação Palas Athena do Brasil – declarada de Utilidade Pública Municipal, Estadual e Federal – com sede à Alameda Lorena, 355, Jardim Paulista, CEP 01424-001, na cidade de São Paulo, de ora em diante denominada PALAS ATHENA e, de outro lado o ALUNO:

    Clique aqui para ler o termo completo.

Pague com:
Clique no botão abaixo para colocar seu nome na lista de espera e/ou registrar seu interesse nesta atividade.

Informações da Atividade

As aulas serão online, ministradas através da plataforma Zoom.
Após a inscrição, e um dia antes do início do curso, você receberá o e-mail com as informações sobre como acessar a sala virtual.

O curso é ministrado online e ao vivo, mas as aulas são gravadas. As gravações ficam disponíveis por 7 dias a contar da data de envio da gravação. Depois disso é automaticamente retirada do sistema e não será mais possível assistir. É bloqueado o download do arquivo, proibida a captação do áudio e o repasse dos acessos para alunos não matriculados no curso. 

Docente | Antonio Fernando Stanziani
Psicólogo e engenheiro. Mestre pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), Psicologia Analítica (C.G. Jung) pelo Instituto Sedes Sapientiae - SP. Consultor empresarial em ética organizacional. Professor universitário nas disciplinas de Psicologia e Ética. Professor e conselheiro da Associação Palas Athena.
Docente | George Barcat
Conselheiro e professor da Associação Palas Athena. Especialista em Ética Empresarial. Membro fundador do Instituto de Compliance e Integridade Corporativa (ICIC). Analista de Sistemas. Professor de Ética, Filosofia e Ética Empresarial.
Docente | José Romão Trigo de Aguiar
Médico homeopata, psicoterapeuta e professor de Ética e Filosofia do Oriente e Ocidente da Associação Palas Athena. Fundador da Sociedade Universitária Médica de Estímulo à Pesquisa (SUMEP). Professor do Curso de Formação de Terapeutas (FONTE), do Curso de Pós Graduação Lato Sensu em “Jogos Cooperativos” da UNIP e do Curso de Especialização em Medicina Comportamental ligado à UNIFESP. Coordenador do Projeto Social Agentes de Cidadania (capacitação de jovens) – IAKAP. Coautor do livro “Homeopatia”, da Coleção “Para Saber Mais” (Editora Abril).
Docente | Lia Diskin
Formada em Jornalismo com especialização em Crítica Literária pelo Instituto Superior de Periodismo José Hernandez, de Buenos Aires. Realizou estudos sobre as Upanixades na Vedanta Society em Uttar Pradesh, Índia. Especializou-se nos filósofos Nagarjuna e Kamala Shila no Centre for Tibetan Studies da Library of Tibetan Works and Archives em Dharamsala, Índia. Responsável pelas visitas do Dalai Lama ao Brasil. Cofundadora da Palas Athena, criadora e mentora de programas educacionais e projetos socioeducativos. Criadora do programa de Atenção e Concentração nas Práticas Meditativas que há mais de uma década é ministrado para a formação de profissionais da Secretaria Municipal de Saúde. Em 2020 recebeu do Governo da Índia o Prêmio Padma Shri.

Formas de Pagamento

Cartão de Crédito
Nº de parcelas Valor da parcela Juros Valor do Produto